Inteligência Artificial: Saiba mais sobre o assunto

Nos últimos tempos, a Inteligência Artificial (IA), tem sido vista como uma área complexa e cinzenta, mas, na sua forma mais simples, a inteligência artificial é a inteligência exibida pelas máquinas. Esta inteligência, é claro, difere da Inteligência Natural exibida por Humanos e Animais.

O Dr. John McCarthy definiu a Inteligência Artificial como “a ciência e a engenharia de fazer máquinas inteligentes”. Esta definição do Dr. John McCarthy define com certeza o conceito principal em que se baseia a inteligência artificial.

Usa-se também o termo Inteligência Artificial para descrever a capacidade das máquinas e programas, e a inteligência exibida por tais máquinas ou programas. Curiosamente, seria interessante notar que outros nomes foram propostos para o campo, tais como inteligência computacional, inteligência sintética ou racionalidade computacional. No entanto, o nome inteligência artificial parece mais adequado.

Inteligência Artificial

Como funciona?

Os sistemas de Inteligência Artificial são construídos com base em comportamentos e características humanas. Envolve, portanto, o processo de engenharia inversa das qualidades e capacidades humanas em uma máquina e usa as suas capacidades computacionais para ultrapassar as dos humanos.

Certos meios são utilizados pelas IA no desempenho das suas tarefas. Tais ferramentas incluem: aprendizagem de máquinas, aprendizagem profunda e processamento de linguagem natural. Bom como visão computacional, computação cognitiva, e rede neural. Estas ferramentas são o que permite que a Inteligência Artificial possa funcionar corretamente.

Aspectos da Inteligência Artificial

Inteligência Artificial Estreita: este tipo de IA serve para executar um conjunto limitado de tarefas específicas pré-definidas. Têm capacidades estreitas, mas são proficientes na execução das tarefas atribuídas. Embora proficiente e sofisticada, a inteligência artificial estreita não demonstra autoconsciência ou inteligência genuína. Podemos citar como exemplo, a Alexa, reconhecimento facial, piloto automático em carros, etc.

Leia também:  Aprenda a Recriar o Jogo Bomberman com JavaScript e Kaboom.Js! [DO ZERO]

Inteligência Geral Artificial: envolve máquinas concebidas de tal forma que possuem a capacidade de executar qualquer tarefa intelectual que um ser humano possa realizar.

Super Inteligência Artificial: isto se refere ao tempo em que a inteligência artificial será muito mais avançada do que os melhores humanos. Apesar de ainda ser um tema de especulação, tem merecido muita atenção por parte dos especialistas.

Aplicações da Inteligência Artificial

Existem vários objetivos para a criação da inteligência artificial. Estes incluem a resolução de problemas, representação do conhecimento, inteligência geral e social, processamento de linguagem natural, robótica, e assim por diante.

A Inteligência Artificial atravessou todas as ramificações da vida humana. E as suas aplicações podem ser vistas em praticamente todas as esferas da vida. Com por exemplo, os meios de comunicação social. Plataformas de comunicação social como Twitter e Facebook fazem uso da Inteligência Artificial para detectar e apagar discursos de ódio e assim por diante.

Os seres humanos precisam se sentir ameaçados?

Elon Musk já apareceu tendo dito que “a IA representa um risco fundamental para a existência da civilização humana”. Além disso, Stephen Hawking, disse sobre a inteligência artificial que “a IA forte descolaria por si só, e se redesenharia a um ritmo cada vez maior. Os humanos que são limitados pela lenta evolução biológica, não seriam capazes de competir e seriam substituídos”. 

No entanto, outros especialistas também têm opiniões diferentes sobre toda essa questão. Alguns pensam que a Inteligência Artificial não constitui uma ameaça à existência humana, mas serve como um meio de aumento. Resta saber quais são as opiniões certas.

Artigos recentes

Histórias relacionadas