Conheça as vantagens de aprender a codificar

Você quer aprender a codificar, mas está inseguro com o mercado? Pois então leia este artigo até o fim. Vamos te dar alguns motivos para entrar de cabeça na carreira tão promissora da codificação.

Codificação é o processo de tradução de instruções da nossa língua para a língua do computador. Especificamente, a linguagem da máquina é escrita em termos binários, ao passo que os codificadores escrevem as suas instruções baseadas em palavras para um formato aplicável que o computador compreenda.

Por que aprender a codificar?

Aprender a codificar já não é uma habilidade de “especialidade”. Em vez disso, tornou-se uma disciplina principal, utilizada em quase todas as indústrias e, dessa forma, exigindo cada vez mais trabalhadores qualificados todos os anos.

A codificação testa uma variedade de capacidades. Honestidade na resolução e análise de problemas, tais como encontrar erros e pensar de forma lógica. Além disso, a codificação ajuda frequentemente as pessoas a desenvolver trabalho de equipe e competências interpessoais, uma vez que o software e os projetos de aplicação são geralmente interdisciplinares e colaborativos.

Talvez a maior atração da codificação seja que quase qualquer pessoa pode aprender. Os aspirantes a codificadores não precisam necessariamente ser especialistas em matemática ou ter uma vasta experiência prévia. Para começar, precisam então simplesmente ser inquisitivos, empenhados na aprendizagem, e dispostos a praticar as suas capacidades de codificação regularmente enquanto aprendem com os seus erros. Essa acessibilidade faz da codificação um caminho potencial para os profissionais de mudança de carreira e para os novatos.

Vantagens de aprender a codificar

Oportunidades de carreira

As perspectivas de emprego dos codificadores vão muito além das empresas tecnológicas. Embora a ciber-segurança e a tecnologia financeira sejam campos em crescimento, são necessários trabalhadores com fortes capacidades de codificação nos cuidados de saúde, educação, e também no setor público (governo e serviços sociais). Além disso, todos os tipos de organizações sem fins lucrativos precisam de codificadores para os ajudar a atingir os seus objetivos através de uma variedade de preocupações sociais.

Leia também:  Rastreamento de telefone: Confira os sinais a serem observados

Os codificadores com conhecimentos específicos da indústria (por exemplo, energia, agricultura, telecomunicações) são muito procurados. E, para aqueles com espírito empreendedor, trabalhar em regime de freelancer em uma variedade de projetos para múltiplos clientes, pode ser tanto lucrativo como gratificante.

Grandes projeções de carreiras

Muitas funções de codificação continuam crescendo no mercado de trabalho, especialmente para aqueles com competências especializadas.

  • Desenvolvedor Web: À medida que o comércio eletrônico se expande, serão então necessários mais programadores web e designers digitais para construir e operar sites.
  • Analista de sistemas: O mercado da saúde, por exemplo, tornou-se mais dependente da análise sistêmica à medida que os fornecedores digitalizam mais registos médicos e implementam mais cuidados virtuais.
  • Administrador de bases de dados: A quantidade de empresas de dados criados, armazenados e analisados cresce a um ritmo substancial.
  • Arquiteto de rede: Arquitetos de rede concebem, mantêm, e atualizam redes de computadores – perícia que é necessária em quase todas as indústrias.

Inúmeras linguagens de programação para escolher

Existem centenas de linguagens de programação, realizando uma grande variedade de tarefas. Diferentes linguagens são utilizadas para produzir sistemas operativos, programas de software, jogos, bem como sites, aplicativos móveis e muito mais.

A escolha da linguagem para aprendizado inicial depende tanto da experiência como dos requisitos do projeto. Para quem trabalha em sites web, HTML, CSS e JavaScript são os principais pontos de partida. Aqueles que lidam com bases de dados e análise de dados podem concentrar-se primeiro em SQL. Além disso, linguagens universais como Python e C são consideradas mais fáceis de aprender para principiantes e são utilizadas em uma variedade de aplicativos.

Leia também:  Engenheiro da Computação: Entenda a profissão!

Melhora o pensamento crítico e a criatividade

Aprender a codificar ensina a mente a ver os problemas de várias perspectivas e a pensar de forma criativa na sua resolução. A codificação também abrange muito mais do que a matemática. Requer uma capacidade de criar e solucionar projetos e um saber raciocinar através do processo de desenvolvimento. Estas capacidades podem ser consideradas “suaves” juntamente com os requisitos técnicos da codificação, contudo, são altamente valorizadas entre os empregadores.

Além disso, a codificação não tem que se aplicar apenas à vida profissional de uma pessoa. As pessoas com tais aptidões também são capazes de construir sites, desenvolver jogos, ou construir aplicativos móveis no seu tempo livre.

Artigos recentes

Histórias relacionadas